Solaris Login:

É necessário estar logado para adicionar aos favoritos. Informe seu e-mail abaixo para continuar!

Adicionar aos Favoritos

Você sabe o que é cupom fiscal eletrônico?

Os varejistas que estão acostumados a emitir os documentos fiscais no PDV agora contam com uma nova tecnologia para ajudar na entrega de comprovantes aos clientes.

Por Solaris Da Redação dia em Notícias | Fonte: jornal contábil

Você sabe o que é cupom fiscal eletrônico?
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Os varejistas que estão acostumados a emitir os documentos fiscais no PDV agora contam com uma nova tecnologia para ajudar na entrega de comprovantes aos clientes: o cupom fiscal eletrônico (CF-e).

Existem no Brasil algumas formas de realizar a comprovação de uma venda e a transmissão das informações para o Fisco. A emissão de documentos fiscais no varejo depende da regulamentação vigente em cada estado, que pode variar entre 3 formatos: PAF-ECF, SAT e NFC-e.

Se a sua loja conta com o sistema de NFC-e você já deve estar acostumado com o processo de transmissão de notas eletrônicas. Entretanto, para os varejistas que não utilizam essa tecnologia o cupom fiscal eletrônico chega também para quem usa o SAT.

Ao longo desse artigo vamos explicar o que é o cupom fiscal eletrônico e quais as vantagens deste documento quando comparado ao tradicional cupom fiscal.

O que é o cupom fiscal eletrônico?

Podemos dizer, de uma forma bem simples, que o cupom fiscal eletrônico é o documento digital criado para substituir o cupom convencional. O objetivo dele é comprovar a realização comercializada, passando pela autorização do Fisco e pela validação da assinatura digital do contribuinte.

Com a tendência da substituição do ECF. Há uma grande tendência para que os comprovantes de venda sejam enviados digitalmente para os consumidores, assim como já é realizada a NF-e, portanto o CF-e chega para suprir essa demanda.

Como realizar a emissão do cupom fiscal eletrônico?

O cupom fiscal eletrônico só pode ser emitido por meio do SAT, isso quer dizer, que você deve olhar com seu contador qual é a tecnologia adotada em seu estado para a emissão de notas fiscais.

O SAT (Sistema Autenticador e Transmissor) é um equipamento homologado pela SEFAZ que tem a responsabilidade de transmitir os dados da venda para o fisco. Esse aparelho deve estar integrado com um software responsável pela emissão do cupom fiscal eletrônico. Além disso, para realizar a emissão do CF-e é preciso que o contribuinte possua um certificado digital.

Vale a pena destacar a importância de contar com um software emissor (sistema de gestão), pois a limitação e a instabilidade de alguns programas gratuitos podem prejudicar a operação de uma empresa.

Quais são as vantagens do cupom fiscal eletrônico?

Usar o cupom fiscal eletrônico traz algumas vantagens para a o processo de emissão de notas da sua loja, entre elas destacam-se:

Economia:

Adotando um sistema baseado na transmissão virtual do comprovante, os varejistas terão uma economia no consumo de papel. Independente do tamanho da venda o operador do ponto de venda deve apenas passar para o cliente o extrato do CF-e, esse extrato possui a chave digital para que o consumidor acesse o seu cupom fiscal eletrônico.

Outra economia ligada ao uso do cupom fiscal eletrônico chega na redução de penalidades no processo de emissão de notas, como a rotina passa a ser online, há instantaneamente a autorização do fisco, reduzindo o risco de irregularidades.

Agilidade:

A demora das filas dos caixas é a principal reclamação dos clientes do varejo. Adotando o cupom fiscal eletrônico como comprovante das vendas há uma significante redução do tempo gasto para a finalização de uma venda.

Como a transmissão do CF-e é feita pela internet, a impressão do extrato gasta menos tempo do que um cupom tradicional, por isso reduz o tempo em que o cliente fica no caixa esperando receber o comprovante.

Essa agilidade se deve ao fato de que o mecanismo e as regras de negócios do PAF-ECF são extremamente burocráticos, exigindo tempo de processamento entre o software e a impressora fiscal. O que não acontece tanto no SAT quanto na NFCe.

Redução de erros:

A segurança do processo de emissão de notas também é maior em uma operação online, por se tratar de uma atividade virtual erros humanos acontecem com menor frequência e são mais fáceis de serem corrigidos. É o caso de erros de digitação e códigos errados por exemplo, com prática da emissão dos tradicionais cupons, dão dores de cabeça para realizar a correção.

Conclusão

Agora que você já sabe o que é cupom fiscal eletrônico o próximo passo é entrar em contato com seu contador e analisar qual a melhor tecnologia para a emissão de notas em sua loja. A certeza é que com a mudança nos hábitos de compras dos consumidores, o cupom fiscal tradicional está deixando de ser usado e a evolução natural é o CF-e.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Você sabe o que é cupom fiscal eletrônico?

Comentar:

Enviando Comentário Fechar :/
X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!